Parlamento Juvenil destaca protagonismo jovem na política

20/03/2018

Cerca de 90 jovens de todo estado participaram da 11ª edição do Parlamento Juvenil, projeto da Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, em parceria com a Secretaria de Estado de Educação e Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude. Durante uma semana os parlamentares juvenis se reuniram na capital para discutir projetos, debater a política estadual e vivenciar a experiência no parlamento fluminense. Pela terceira vez consecutiva o deputado estadual Wanderson Nogueira (PSOL-RJ) coordenou os trabalhos do maior projeto de políticas públicas para juventude do estado.

De todos os projetos, nove foram para a plenária final e três serão agora encaminhados para o governador do estado. Representando o município de Nova Iguaçu, Cláudio Victor Barbosa fez história, se tornando o primeiro bicampeão do PJ, com o projeto que determina o envio de justificativa ao poder legislativo quando o prazo estipulado em contrato publico ultrapassar 90 dias do tempo previsto.

O segundo lugar ficou com o parlamentar juvenil de Itaperuna, Caio Gonçalves, que reuniu toda a comunidade para trazer o seu projeto para Alerj que dispõe sobre a obrigatoriedade da destinação de 20% dos recursos repassados para a alimentação nos setores públicos do estado do Rio de Janeiro, para a compra de produtos da agricultura familiar.

E o interior teve também destaque através de Quatis, com a autora Emanuelle Nossar, que visa criar pontos de coleta de óleo de cozinha usado, na instituição estadual de ensino do estado do Rio de Janeiro.

Para o coordenador do Parlamento Juvenil, deputado estadual Wanderson Nogueira, a qualidade dos projetos cresce ano após ano. “Sempre digo para eles, não importa de onde você vem, o que importa é a diferença que você quer fazer no mundo. Todos os projetos merecem toda atenção dos parlamentares. Essa juventude sabe fazer a diferença e ficamos felizes por colaborar com esse grito da juventude. Cada um dos 92 municípios do estado trouxeram sonhos junto com os seus representantes”, destacou Wanderson.

A mesa diretora do Parlamento Juvenil foi composta por cinco meninas e dois meninos. Presidente Allan Bergk (Resende), vice-presidente André Vinícius (São João de Meriti), Mel Rocha (Duque de Caxias), Júlia Ramos (Araruama), Layane dos Santos (Trajano de Moraes), Miriam Cristina (Itaboraí) e Leorrane Costa (Nova Friburgo).

A deputada juvenil Vitória Almeira, de Paty de Alferes fez questão de compartilhar o seu sentimento em relação ao Parlamento Juvenil. “Esse projeto me ensinou muitas coisas, mas a principal delas "nós temos voz", nós podemos sim buscar os nossos direitos. É muito mais inteligente você correr atrás e ter a possibilidade de ganhar um sim, do que você ficar sentado sem fazer nada e ter certeza de um não”, disse Vitória.

O Parlamento Juvenil objetiva aproximar os jovens do parlamento fluminense, ampliar a consciência política, formar novas lideranças, empoderar a juventude e oferecer a oportunidade de estudantes da rede estadual de ensino, de 14 a 17 anos, do 1º e 2º anos do Ensino Médio, defenderem projetos no Plenário da Alerj. Eles foram eleitos por suas escolas e municípios, em 1º e 2º turno, capacitados pela equipe do Parlamento Juvenil que rodou todo o estado e chegam para a semana de culminância do projeto.



Bandeira do Parlamento Juvenil é escolhida



O concurso que escolheu a bandeira do Parlamento Juvenil também teve seus vencedores conhecidos na cerimônia de encerramento do projeto. O grande vencedor, que foi contemplado com um notebook, um smartphone e um tablet foi Felipe dos Santos Stum, de 18 anos. O CIEP 179, professor Cláudio Gama, escola de Felipe, ganhou um laboratório multimídia completo.

O segundo lugar ficou com Yasmin Silvares de Azevedo, de 17 anos, do CIEP 323 Maria Werneck de Castro. Ela ganhou um tablet e um smartphone. Já João Pedro Grangeiro Monteiro, de 17 anos, do CIEP 165 Brigadeiro Sérgio Carvalho ganhou um smartphone.

Parlamento Juvenil destaca protagonismo jovem na política