Noturno

05/05/2018

Eu queria ser um desses... Loucos que não despejam nem um segundo sequer. Desses
que não se arrependem de tomar um gole de água a mais ou uma dose de whisky a
menos. Nunca tive a intenção de voar, mas já supliquei para que as minhas articulações
pudessem suportar um quilômetro a mais na corrida pelo parque. Venero a beleza dos
lagos, me encanto com o deslizar dos cisnes, devoto a viagem das folhas que se
desprendem dos galhos... Invejo-as. Queria ser como elas!
Já quis ser super-herói. Mas esse querer sempre ficou restrito à minha imaginação
infantil. Em realidade, nunca me importei em não ter super-poderes, mas sempre quis
vencer o sono, virar madrugadas e vencer o tempo... Ser forte para encarar a labuta
depois de a diversão me esgotar! Se é que diversão esgota alguém. Certamente,
preocupação envelhece. Diversão rejuvenesce. Mas não dá para ser jovem sempre, ainda
que admita minha sincrônica síndrome de Peter Pan.
Eu queria ser um desses... Loucos que fazem tudo ao mesmo tempo e sagram os seus
sonhos - realizando-os. Desses que se jogam nas suas passageiras verdades e
passageiros se deixam levar pelos atos que podem ser taxados de insanos, mas que não
se importam e ao não se importarem – ousam. Ousam driblar os temores, e, destemidos
vão! Moldam o destino porque é seu destino moldar o destino. Destino. Nós precisamos
ajudar o destino. Por mais que queira, o destino precisa do nosso esforço, da nossa
ajuda.
Já quis ser Deus. Mas esse querer se restringiu a mísera partícula que sou dele. A
verdade é que podemos muito sendo essa centelha na imensidão, mas egoístas demais é
preciso esmero cuidadoso nessa prática de ser Deus e mudar tudo. Tem que ter muito
talento para tal. Cuidar de si, de todos os outros e de todo o planeta e universo? Meu
Deus! Essa tarefa deixa pra Ele! É altruísmo demais para os dons que me destes!
Eu queria ser um desses... Loucos que amam sem se preocupar se estão ferindo demais a
própria alma. A pele cicatriza... A alma leva tudo para sempre! Desses que são capazes
de se declararem agora, sem planejar o que vai ser amanhã. Casaria uma centena de
vezes. Amaria muitos ao mesmo tempo e admitiria isso! Porém, garantiria intensidade
exclusiva no sempre do instante. Amo a paixão e sinto que seu combustível é
imprescindível para fazer valer à pena. Se pudesse ter direito às certezas, se pudesse
escolher uma só certeza, a primeira e última seria essa: é preciso estar apaixonado. Sei
de alguma maneira que são as paixões que te resumirão ao final de tudo! Quero ser
resumo extenso!
Pode ser que eu seja mesmo um louco. Pode ser que eu seja tudo que quero e o que não
quero também! Nunca quis planejar nada! Sempre deixei acontecer. Poderia pegar a
estrada agora. Poderia ficar sozinho. Quero rosas, girassóis, cigarros e chocolate. Quero
música na cabeça. Quero inspiração nos dedos e transpiração nos sovacos. Cheiro as
rosas, despedaço os girassóis, jogo fora os cigarros e devoro os chocolates. Peço
silêncio! Sossego os calos das mãos e passo desodorante sem perfume. Sinto o mundo.
Percebo a minha respiração. Todo rio vai dar no mar. Mais cedo ou mais tarde... Todo
rio vai desaguar no mar. Quero ser rio, sem querer ser mar. Quero ser mar para deixar
de ser rio. Quero é rir disso tudo... Não há tempo a perder!