Quando o ano começa?

22/02/2018

O ano só começa depois do carnaval. Essa é a fala recorrente ano após ano. Então,
passado o reinado de Momo é quase verdade por adesão que 2018 começou.
Cada ano se inicia em 1º de janeiro, mas a vida só é tocada após a folia. Talvez seja
assim para uma maioria. Consenso ou não, no imaginário popular é assim pela
retomada completa do cotidiano trabalho, escola, maior trânsito e assim por
diante.
Eu iria além e digo que para mim o ano passado sequer acabou. Suas batalhas se
jogaram para 2018 e se estendem como se quisessem ter sobrevida por mais um
ano.
À parte isso, conversando com o amigo Gabriel Domingos sobre quando de fato o
ano começa refletimos que 2018 não começou em 1º de janeiro e tampouco
começou depois do título de bicampeã da nossa querida Imperatriz de Olaria.
Pois é ano de Copa do Mundo. Copa de fusos horários russos. Enquanto eles estão
acordando lá nas terras de Putin, nós aqui estamos indo dormir. A diferença
grande de horários dos jogos fará com que a rotina nacional se modifique,
incluindo feriados para as partidas da seleção brasileira. É! Talvez o ano comece
depois da Copa do Mundo.
Mas aí vem eleições. 2018 é o mais atípico dos anos. E não é qualquer eleição. Será
a eleição dos extremos. Da ausência de favoritos para a presidência. De vácuo no
Estado do Rio de Janeiro. Eleição pós-impeachment. Pleito pós-resultados finais da
lava-jato e acima de tudo de disputas acirradas por narrativas na história. Se
política hoje em dia é mais pauta dos cafezinhos do que o futebol, possivelmente a
eleição geral, se tiver, ganhará muito espaço na vida de todos. É, Gabriel... Talvez
2018 só comece depois das eleições.
Mas aí já vem festas de fim de ano e tal. O ano acabará sem sequer ter começado.
Quem dera os impostos e contas também só viessem quando o novo ano começa.

Hoje é dia
da Cátedra de São Pedro
O dia
Em 22 de fevereiro de 1989 foi criado o Ibama, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e
dos Recursos Naturais Renováveis. O órgão governamental gerencia a questão
ambiental no Brasil.
Observando...
Cinco notícias que, talvez, você não viu
- Candidato à presidência, dono da Riachuelo diz que mercado quer candidato de direita
- Lula acredita que Temer quer ganhar eleitores de Bolsonaro com intervenção no Rio
- Marqueteiro de Temer diz que o presidente 'já é candidato' à reeleição
- Volkswagen evita greve geral na Alemanha com aumento de 4,3% para trabalhadores
- Vasco dá ultimato para patrocinador trazido por Eurico para pagar parcela inicial
Palavreando
Para ser fantástico não precisa ser mágico, nem programa de TV. Precisa ser apenas
verdade repleta de reciprocidade e entrega.

Proteção a macacos

Para impedir que mais macacos sejam mortos, a Secretaria Estadual de Saúde lançou a
campanha “O macaco não é só vítima, mas um grande aliado no combate à febre
amarela”. Só este ano, 325 macacos e micos foram encontrados mortos em todo o
estado. E desse total de animais mortos, mais de 50 por centro apresentavam indícios de
agressão humana. Ou seja, foram mortos por espancamento, envenenamento ou
queimaduras.
Febre amarela
Só nesta última semana foram encontrados mortos 40 macacos, quando o animal é um
importante bloqueio para a febre amarela. Especialistas alertam: quem transmite a febre
amarela é o mosquito e não o macaco. Além de quebrar a proteção aos humanos, matar
macacos é crime ambiental previsto em lei. Quem encontrar um macaco doente deve
entrar em contato pelo telefone 1746, informando a Vigilância Sanitária, que enviará
uma equipe de controle de zoonoses ao local para recolher o animal.
Mapa do turismo
Novo Mapa do Turismo Brasileiro, produzido pelo Ministério do Turismo (MTur),
alterou a categorização de diversas cidades fluminenses. Nova Friburgo não foi
destaque e se manteve na mesma posição no ranking, ficando na categoria B. Petrópolis,
Macaé e Itatiaia foram alçadas à categoria A se juntando aos municípios de Cabo Frio,
Angra dos Reis, Paraty, Rio de Janeiro e Armação dos Búzios.
Destaque para Bom jardim e Cantagalo
Bom Jardim, Cantagalo, Carapebus, Engenheiro Paulo de Frontin, Guapimirim, Itaguaí,
Paty do Alferes e Santo Antônio de Pádua foram as cidades do Estado contempladas e
passaram a fazer parte do Mapa. A partir das variáveis de desempenho econômico, os
municípios são divididos por letras, que vão de A a E. Estar no mapa e a letra que se
está é importante, pois torna as cidades aptas a receber recursos federais para promoção
de eventos, por exemplo.

Quando o ano começa?